sábado, 29 de maio de 2010

Transposição do Rio São Francisco

Não sei se é pôr lenha na fogueira, mas gosto de discutir e pensar sobre este assunto. Li  na revista "Terra Mãe"que o governo federal está iniciando as obras do projeto de transposição do Rio São Francisco para outros rios. De acordo com o projeto, 60 metros cúbicos de água,  por segundo, serão transferidos do Velho Chico para outros rios e açudes do sertão nordestino.
Para alguns geólogos e estudiosos o projeto é viável, desde que se mantenham níveis restritos que não prejudiquem o rio. Outros são favoráveis porque existe no projeto a previsão de investimentos na revitalização do velho e doente Chico.
Por outro lado, a grande maioria de ambientalistas e de nações indígenas é contra. Dizem que a transposição só irá aumentar a agonia do rio. Alegam que a construção de cisternas que captam água da chuva  seria mais barato e eficiente para abastecer uma quantidade maior de pessoas.
Os estados mais beneficiados serão a Paraíba, o Rio Grande do Norte e o Ceará.
Os mais prejudicados, Minas Gerais, Bahia, Alagoas e Sergipe.
 Não tenho opinião formada, mas não podemos fugir à responsabilidade de pensar no assunto. O certo é que por princípio sou contra mudanças tão drásticas.
É... muita água ainda vai correr no leito destas  discussões.